No Embalo da Cachaça

Rio Negro e Solimões

Ouço a sanfona la no fundo do barraco
Juntamente com o cavaco num grande duelo
O violão duetando com o pandeiro
E o povo no terreiro arrastando o chinelo
No vai e vem ninguém pensa no cansaço
A morena acerta o passo para o corpo balançar
E a poeira vai subindo nas canelas
E o gostoso rela-rela vai até o sol raiar

E eu também
Vou entrar nessa arruaça
No embalo da cachaça
Com o peito apaixonado
Nesse forró
Eu vou até o sol raiar
Vendo a morena rebolar
A noite inteira ao meu lado

Sei que o forró realiza até façanha
Faz o gordo perder banha e muita gente se casar
Todo coroa quando vê um balançado
Fica logo interessado e não consegue mais parar
O tempo corre quando se tá na folia
Vai a noite vem o dia sem a gente se cansar
E no embalo todo mundo esquece o sono
A morena perde o dono e qualquer um pode agarrar

E eu também
Vou entrar nessa arruaça
No embalo da cachaça
Com o peito apaixonado
Nesse forró
Eu vou até o sol raiar
Vendo a morena rebolar
A noite inteira ao meu lado
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback