Rio Negro e Solimões

Rio Negro e Solimões

Uma dose de saudade misturada com paixão
Me deixa de cabeça tonta e embriaga o coração

A gente se entrega, a gente se entrega
Chora sem querer
A gente se entrega, a gente se entrega

Pisa na bola e não vê
Estou ficando louco, apaixonado, coração tá machucado
De tanto levar pancadas de amor

Saudade parece cerveja quente com veneno de serpente
Doida pra matar a gente, a saudade é um terror
Saudade é tempestade no deserto se não amor por perto
Mata igual a um tiro certo no coração

Saudade é uma doença matadeira, castigo de feiticeira
Segue a gente a vida inteira e anda junto com a paixão
Saudade é uma doença matadeira, castigo de feiticeira
Segue a gente a vida inteira e anda junto com a paixão
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback