Vidro Fumê

Reginaldo Rossi

Foi num telefonema anônimo,
Uma voz disfarçada,
E falou que eu estava sendo traído.
Eu nem quis acreditar,
Pensei que era só um trote,
Mas no fundo do meu peito
Já desconfiava dessa minha sorte.

No calor de um momento,
Na loucura do meu pensamento,
Eu fui atrás, em busca da verdade de um segredo,
Senti o amor estremecer,
Na hora em que eu te vi entrando
Num carro importado de vidro fumê.

Quando você chegou em casa
Eu te tratei naturalmente,
E quando fiz amor contigo a noite inteira lentamente.
Foi a canção da despedida,
Foi de verdade, diferente.
Foi a última noite de amor da gente.
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback