O crente e a Onça

Louvor Rural

Domingo de manhazinha
Depois da escola Dominicá
Já peguei minha viola e uns hinos para rasquiar.
Eu estava ansioso para ir logo ora, quero ver mata
Tremer quando esse crente aqui cantar,
Quero ver quem tem coragem aí
De fazer o crente calar.

Fui entrando mata dentro comecei a subia
Já peguei a minha viola e uns hinos pra cantar
Foi ai que vi as garras de uma onça do lugar
Meu cabelo arrepiou meu chapéu ficou no ar
Meu cabelo arrepiou aí, de ver a onça mia.

Fui correndo em desespero joguei a viola pra lá
Cheguei na beira do rio era o Rio Paraná
Procurei uma canoa tava do lado de lá
Deus salvou minha vida e como é bom saber nadar
Hoje solo na mata aí, se o meu Jesus mandar.
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback