Romance de Campo e Flor

Lisandro Amaral

Teu olhar de campo e sanga
Mergulhado num sorriso
Teu cabelo negro e liso
Qual a seda do meu lenço...
Imortal calor intenso
Quando chego frente a sanga
E a mais doce das pitangas,
Por amor, sabe o que penso.

Quero um beijo, junto às pedras,
Onde banhas teu perfume,
Onde os peixes têm ciúme
Quando estou nas tuas preces
Onde a natureza desce
Com seu sangue e esplendor
E um casal de campo e flor
Tem a alma que merece.

Onde os índios se banharam:
Molhou o nosso querer...
Onde as sombras se afogaram:
Hoje, vamos renascer.

Onde lavas teus vestidos
Quero banhar o meu ser
E depois pedir a Deus
Teu mundo para viver

Quantos romances brotaram
Nas sangas vivas do campo,
Quantos pingos esperaram,
Maneados em seus encantos.
Que, campo e flor mergulhassem
Ardentes, cadentes...
...ultrapassando o inocente
que habita a simplicidade,
de nascer: - campo e verdade -
e na sanga da humildade
banhar o amor, simplesmente..."
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback