Guarânia da Saudade

Carlos José

Esta saudade que é de ti, me alucina
Me desespera esta saudade, me tortura
Silenciosa, ausência tua, me ensina
A ler no livro desta solidão, minha amargura

Quero que voltes como volta a primavera
E nos teus olhos tragas todos os encantos, que são teus
Quando voltares, não digas nada, vai entrando,
Que te esperando estarão também, todos os beijos meus

Não demores muito, não demores nada
Venhas ligeirinho, sejas camarada
Não demores muito, não demores nada
Venhas ligeirinho, sejas camarada
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback