Tempos

Yuri da Cunha

Antigamente tudo era diferente
Com as velhas sentar na cozinha
Na Ilha passeio a tardinha

Só o prenda cabia na sombra do cazumbi
Jozefina não era Fifi
Maria não era Mary

Mais hoje em dia o que vale é o V.I.P.
Atolado abusou da grifi
Na revista vaidade a exibir

É por isso que os jovens
Tem trombose com vinte anos
É por isso que o cota apresente o pongue
E não aceita enganos

É por isso que os jovens
Tem trombose com vinte anos
É por isso que o cota apresente o pongue
E não aceita enganos

Desenvolvimentos através do engarrafamento
Minha gente pode
Toda gente sobe

Antigamente os papas dançavam de contente
Toda a minha gente
Saborosamente.

E é por isso que os jovens
Tem trombose com vinte anos
É por isso que o cota apresente o pongue
E não aceita enganos

É por isso que os jovens
Tem trombose com vinte anos
É por isso que o cota apresente o pongue
E não aceita enganos

Antigamente o tempo esperava agente
A Belinha chuchu
Usa tudo de Ouro

Éramos só um, mesma cultura mesma tradição
Toda a minha bola
A dançar vaiola
Mais hoje em dia
O kilapi está na moda
Depois dos candengues cedo
Acabou o sossego

E é por isso que os jovens
Tem trombose com vinte anos
É por isso que o cota apresente o pongue
E não aceita enganos

É por isso que os jovens
Tem trombose com vinte anos
É por isso que o cota apresente o pongue
E não aceita enganos

Ai me ajuda só
Me acode
Ai me ajuda só
Me acode

Deus pai que esta sobre a terra
Ajuda o povo de Angola
A encontrar seu passo agora
Ajuda a humanidade a encontra a claridade
Que vem da luz de todo esse mundo

Ai me ajuda só...
Ai me ajuda só..

Ai me ajuda só
Me acode

Deus pai que rogo e conheço
Me ajuda a encontrar o que eu mereço
Nesse mundo imundo

Dai luz aos invejosos
Me ajuda a encantar o meu país
Com a voz que vem da nossa
Raiz

Ai me ajuda só
Me acode
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback