Martim pescador

Wilson Paim

Não é dourado, gromatã nem surubi
O rio é baixo, não precisa de canoa
Ele só quer um pequeno lambari
Que vê prateando sob os pingos da garoa

Cada galho para ti é um pesqueiro
Para mim, cada pesqueiro é um sofrimento
Com sol e chuva, e o vento frio do pampeiro
Noite e dia levantando acampamento

(Todos te chamam de Martim Pescador
Quando mergulhas afogando tuas mágoas
Porque tu pescas todo dia por aí
E o teu trabalho é só botar o peito n'água)

Bicho homem não pesca de peito aberto
E pega o peixe numa luta desigual
Mas não te assustas, companheiro, o longe é perto
Para quem vai buscar o pão ao natural

Ah, se eu tivesse outro ramo de negócio
E que não fosse o de explorar a Natureza
Não estaria te roubando, velho sócio,
Pra mim é isca o que é pão pra tua mesa

(Todos te chamam de Martim Pescador
Quando mergulhas afogando tuas mágoas
Porque tu pescas todo dia por aí
E o teu trabalho é só botar o peito n'água)
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback