Violão e Voz (Dois Ais)

Thiago Miranda

De que me adianta a minha voz sem um violão?
De que me adianta a minha voz sem um violão?

Como fosse um casal perfeito
Ou batendo forte no meu peito
Um mais que pulsante coração
Que fica do meu lado esquerdo
Mas paralisa o corpo inteiro
Pensar que ele não bate não

Como o que mete, mas não remete
O prazer do gozo que sucede
E resulta em transpiração
Como o que avança, mas não alcança
Sequer por verossimilhança
A mais excitante vibração

De que me adianta um violão sem a minha voz?
De que me adianta um violão sem a minha voz?

Como já disse o mestre chico
Eu ficaria mais que perdido
Como um dono que perde a voz
Ainda que eu ande com outras doses
Ainda que Deus me dê as nozes
Seria um louco a atar os nós

Acho que não é boa ideia
Menosprezar minha traqueia
Só por um violão atroz
Que ao partir deixa lembrança
E sobrecarrega minha garganta
Que já procura um novo algoz

De que me adianta a minha voz sem um violão?
De que me adianta um violão sem a minha voz?

Fico pensando o que acontece
Se um dos dois não comparece
À invocação que a música faz
Não sei dizer se a aquarela
Pode se cantar à capella
Ou tocar como fosse jazz

Corda por corda eu ficaria
Com o que desse mais alegria
Mas alegria eu tenho mais
Quando me vem a esperança
De retomar essa bonança
Que só consigo com dois ais

De que me adianta a minha voz sem um violão?
De que me adianta um violão sem a minha voz?
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback