A Gaita Velha do Seu Ary

Teixeirinha

Tenho saudade da minha terra
Em cima da serra onde eu nasci
A verde mata temperou meu sangue
Por isso nunca eu te esqueci

Ainda ouço o inhamdú piando
Imaginando a verde mata
As saracuras cantando em festa
Nas águas puras de uma cascata

Refrão
"ouço tinido da oito baixos
Da velha gaita do seu Ary
Fazendo eco dentro da noite
O som mais lindo que eu já ouvi"

O sol desponta por trás da mata
O dia cresce a tarde vem
A noite desce céu estrelado
Canta o roceiro lembrando alguém

Um galo canta o outro responde
Na vizinhança de madrugada
Que coisa linda é amanhecer
Com a sinfonia da passarada

Refrão

As noites lindas de lua cheia
Iluminou a minha infância
Alto da serra mãe natureza
Sonho contigo cá na distância

Lá eu nasci e lá eu fiquei moço
Lá aprendi a dançar a rancheira
Lá conheci o meu primeiro amor
Uma serrana linda e faceira

Refrão

Saí no mundo deixei a serra
Toda florida na primavera
A casa branca onde eu nasci
Hoje é tristeza virou tapera
Tive notícias um outro dia
Que judiou o meu coração
Que o seu Ary morreu foi embora
E a gaita velha foi no caixão

Refrão
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback