Quase sem rumo

El Niño

Eu hoje não me levo tão a sério
Me perco nesse tráfego aéreo
Não tenho nada mais pra explicar

Preso nesta areia movediça
Um segundo que não se finaliza
Uma eterna noite sem luar

Quase sem rumo
Tantas estrelas pra contar
Tantos lugares pra chegar

O mundo é uma bola de água e terra
Aqui todo ciclo se encerra
Como as estações que vêm e vão

Eu hoje não fico tão aflito
Já sei surfar na orla de um conflito
Com a água escorrendo pelas mãos

Quase sem rumo
Tantas estrelas pra contar
Tantos amigos pra encontrar

Todas as tribos
Lugares precisos
E o velho mundo pra conhecer

Tantos destinos
E eu clandestino
Na eterna busca de um prazer

Todas as tribos
Lugares precisos
E o velho mundo pra conhecer

Tantos destinos
E eu clandestino
Na eterna busca de um prazer
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback