Da Boca Pra Fora

Mano Lima

Vou juntar um bando de macho
Que feda igual a cabrito
Só índio do berro grosso
Mas que eu possa pegar a grito
Quero atacar lá embaixo
Onde o mapa faz uma goela
E vou apartar meu Rio Grande
A mango e peito de égua

Quero o Rio Grande do Sul
Paraná e Santa Catarina
Pedaço do Mato Grosso
Por ali eu faço a divisa
O lema da minha pátria
Vai ser um reio atravessado
E os dizer vai ser o seguinte
Cabeça bucho e trabaio

A moeda vai ser de ouro
Que não cai e não se vence
E o nome da minha pátria
republica riograndense
Se acaso eu tiver baleado
Não deixe eu cair no chão
Me deixe morrer a cavalo
Que nem Anibal Padão.

Depois que tiver caído
A bota ficar no estribo
Vão me encontrar na coxilha
Morto com ar de sorriso
A moeda vai de ouro
Que não cai e não se vence
E o nome da minha Pátria
É republica riograndense
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback