Uma Carta Ao Pastor

Lauriete

Eu sei que no país em que vivemos
Existem muitas crianças maltratadas e que não têm onde morar
Sei também que a maioria delas não conhece a palavra de Deus
Um dia, uma dessas crianças, passando em frente a uma Igreja
Ouviu o pastor que pregava e que dizia assim
Eu conheço alguém que pode mudar a sua vida!
Aquela criança humilde, com sede de amor e sede de Deus
Não entrou naquela Igreja, mas do lado de fora escreveu uma carta ao Pastor

Pastor, estou escrevendo esta carta
Não repare a minha letra
Estou aprendendo a escrever
Quero lhe contar a minha vida
Uma vida tão sofrida
Nada quero esconder
Vivo, vivo por aí sozinho
Não tenho casa e nem abrigo
Lugar certo pra dormir
Choro porque minha mãe morreu
E o meu pai me esqueceu
Logo quando eu nasci
Hoje eu sinto fome, eu sinto frio
Eu sinto medo e arrepio
Estou sozinho sem ninguém
Falo, falo com sinceridade
A minha maior vontade
É ser amado por alguém

Sou uma criança abandonada e maltratada pelo mundo
O que eu não quero é matar, roubar nem ser um vagabundo
Eu necessito de afeto e amor pra ser feliz
Sou, sou perseguido pelos marginais adultos
Traficantes
E por isso te escrevi pastor, eu quero uma chance
Ore pra Deus usar alguém pra me tirar da rua

Sou uma criança abandonada e maltratada pelo mundo
O que eu não quero é matar, roubar, nem ser um vagabundo
Eu necessito de afeto e amor pra ser feliz
Sou, sou perseguido pelos marginais, adultos, traficantes
E por isso te escrevi pastor, eu quero uma chance
Ore pra Deus usar alguém pra me tirar da rua

Assinado menino de rua
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback