China Atrevida

João Luiz Corrêa

Cada vez que o sol levanta
Traz consigo uma ansiedade
De uma china onde a saudade
É o poncho da minha vida
Que china mais atrevida
Que sai sem avisar nada
E só vem de madrugada
Neste sonho de ilusão

O meu chucro pensamento
Vai sem rumo estrada a fora
Pressenti chegar a hora
Num palpite quase certo
Meu rancho ficou deserto
Sem achego da morena
Que só vive em meu poema
Num disfarce à solidão

E assim vai passando o tempo
Com seus segredos
E eu no vazio dos meus pelegos
Espero a sorte logo chegar
Pois dentro de cada mate
Uma espera louca
Na bomba o gosto
Daquela boca
E no rosto o pranto, pra consolar
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback