A Capa do Viajante

Jacó e Jacozinho

Vou contá o que aconteceu isto é pura verdade
De um moço que viajava gostava da vaidade
Numa véspra de domingo ele chegou numa cidade
Foi no crube dançar baile proveitar da mocidade
Encontrou com a mocinha os dançaro à vontade

Antes do galo cantá rigulava 11 hora
A moça falou pra ele eu priciso ir imbora
À noite tá chuviscando mais a sua capa escora
Você vai junto comigo os dois saíro pra fora
Saíram de braço dado na rua contando história

Chegaram lá na avenida fizero a separação
Ela foi pra casa dela, e ele foi pra pensão
E deixou seu endereço sobrescrito no cartão
Levou a capa do moço só pra dar dimostração
Que ela já era morta tava livre da ilusão

No outro dia bem cedo levantou foi procurar
A casa do pai da moça custô muito pra ele achar
Bateu parma no portão o véio mandou entrar
E sentou numa cadeira e pegaram conversá
Perguntou da sua filha o véio pegou chorá
A minha filha caçula se chamava Aparecida
Tá fazendo muito tempo que ela foi falecida
Morreu foi pro cemitério e já passou pra outra vida
O moço falou pro velho com a voz meia tremida

Onti eu estive com ela passeando na avenida
O véio falou pro moço ocê não qué acreditá
Nóis vamo no cemitério que eu quero li mostrá
A sepurtura da filha só pra ver que jeito tá
O moço saiu com ele foram andando divagá
Chegaro no cemitério a capa dele tava lá.
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback