As Mãos

Hinos Sud

As Mãos que nos geraram
Tudo criaram
com poder sem fim
Faz o convite a todos vinde a mim
As Mãos que alimentaram
Coxos curaram e ao cego também
Com amor sem esquecer ninguém

As suas mãos servindo assim
Mostram que podemos sim
Fracos e Aflitos sim erguer
Agindo sempre pelo bem
E assim também eu não descansarei ate fazer
Minhas mãos servirem com todo poder

As mãos que dos amigos e dos mendigos
Nunca descuidou
Ao aflito consolou
As mãos que os pesares e até os mares pode acalmar
Também se estende pra salvar

As suas mãos servindo assim
Mostram que podemos sim
Fracos e Aflitos sim erguer
Agindo sempre pelo bem
E assim também eu não descansarei ate fazer
Minhas mãos servirem com todo poder

As mãos que aos céus imploram
Na mais profunda e intensa agonia
Perto dali porém há outras mãos convém se render e render
Então as mãos carregam a cruz pesada, em que irão prega-lo
E no monte alem pode antever onde irá morrer
Então suas mãos, tão fortes mãos, quão doces mãos.

Eles pregaram, pregaram.
E ele deixou por nos amar
Porem assim mesmo a não pensar
E agora eu posso ver as suas mãos a me chamar
Ele mostrou-me o caminho
Quero ser mais parecido
Com aquele que nos disse: "Vinde a Mim"
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback