A Mãe do Soldado

Gino e Geno

No norte do meu país,
Eu deixei minha mãezinha,
Pra o sul eu segui feliz,
Fui tentar a sorte minha.
Em ser um policial,
Era a inclinação que eu tinha,
Queria ser um soldado,
Pra voltar no meu estado,
E buscar minha velhinha.

Em São Paulo eu trabalhei,
Servindo o batalhão,
Quando o dinheiro ganhei,
Fui voltar no meu sertão.
Quando em casa eu cheguei,
Quase morro de aflição,
Minha mãe tinha saído,
Pra ver o filho querido,
Com meu retrato no mão.

Minha mãe não me esperou,
E saiu desesperada,
Documento não levou,
Só meu retrato e mais nada.
Quantos trabalho passou,
Dormindo pelas calçadas,
Sofreu e não me encontrou,
Sua vida Deus tirou,
Com o frio da madrugada.
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback