Erro Médico

Dino Franco e Mouraí

"- Senhorita eu preciso falar com o médico, é caso urgente
- Pois não, um minutinho só. Doutor
- Sim, qual é o problema?
- Doutor no meu carro tem um rapaz que sofreu um acidente de automóvel
E está entre a vida e a morte. Precisando urgentemente de seus cuidados
Eu o socorri na estrada e não o conheço. Vê o que o senhor pode fazer por ele
- é muito bem, só que o senhor terá que depositar quinhentos cruzeiros para os devidos tratamentos. em caso contrário não vou cuidar de uma pessoa estranha e que não tenha ninguém por ele.
- Mas doutor eu apenas estou cumprindo o meu dever.
- E se o senhor não tiver dinheiro
Eu aconselho que o senhor leve a vítima para outro hospital
- Está bem, se é que o senhor exige uma certa quantia para salvar uma vida eu vou tentar arrumar o dinheiro.
- Bem, sendo assim pode trazer o rapaz"

E o moço acidentado foi pra mesa do Hospital
Sentindo muitas dores seu estado era mal
Agravou-lhe o sofrimento e parou seu coração
E assim ele morreu dentro daquele Hospital
Como se fosse indigente sem ninguém lhe por as mãos

O rapaz do automóvel quando voltou com o dinheiro
Entregou àquele médico os quinhentos cruzeiros
O doutor se preparou para atender o ferido
Mas a sua enfermeira transmitiu-lhe este aviso
Que o moço acidentado já havia falecido

O doutor disse à enfermeira me entregue os documentos
Pra cuidar do laudo médico e do sepultamento
A surpresa foi tão grande que o doutor quase morreu
Deu-se ali grande tristeza, pois aquele moço estranho
Que o doutor não deu socorro era o filhinho seu

Disse o médico chorando, me desculpe, caro amigo
Por um erro irreparável perdi meu filho querido
Que isto sirva de exemplo para os meus companheiros
Foi cruel o meu castigo e agora reconheço
Que perdi meu filho amado só por causa do dinheiro
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback