Monte Caveira

Chagas Sobrinho

Começa o dia, na manhã de sexta-feira
Jesus vai levando a cruz em direção ao Caveira
A multidão curiosa acompanhava, muita gente escarnecia,
Poucas mulheres choravam. Quando chegaram ao lugar determinado, crucificaram Jesus e um ladrão de cada lado
Na cruz pregado, fala o príncipe da paz:
Pai, perdoa a multidão, ela não sabe o que faz.

Como um cordeiro não abriu a sua boca, mesmo tendo a voz tão rouca, pelo homem intercedeu, e lá na cruz,
meu Jesus foi pendurado pra tirar os meus pecados.
Hó como Jesus sofreu!

II
Todos zombavam, os soldados escarneciam, ofereceram vinagre, pra ver se Jesus bebia, lhe maltratavam com palavras e pancadas, mesmo assim Jesus amava e pelo homem intercedia. Um dos ladrões blasfemava enfurecido, mas o ladrão da direita, já estava arrependido
Disse: Jesus, lembra de mim, eu preciso.
Jesus disse: hoje mesmo estarás no paraíso!

III
À hora sexta toda terra estremeceu, nesta hora o sol não deu sua refulgente luz, o véu do templo de alto a baixo se rasgou, toda Terra demonstrou seu respeito por Jesus
Pegaram o corpo de Jesus e sepultaram, guardas ali colocaram pra pastorar o Senhor, quando pensavam ter um Cristo derrotado, no domingo constataram que Jesus ressuscitou
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback