Noturno

Antônio Marcos

Tão tarde, na noite,
não há mais luzes na cidade.
E a noite, vadia,
Insiste em me trazer você!

Tão tarde, na noite,
De algum lugar,
Vem vindo a música,
Que um dia foi nossa,
E hoje, não tem mais razão!

No silêncio de tudo,
Escondido no meu quarto,
Falo sozinho, fingindo ouvir você,
E a canção que um piano, só nós!

No silêncio de tudo,
Escondido no meu quarto,
Falo sozinho, fingindo ouvir você!
E a canção que um piano, só nós!

O nosso passado,
Agora é mais do que saudade...
Só resta o fracasso
E esta canção de um grande amor!


Obs.: Álbum de 1975.
Letra inédita na net.
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist?simnão

    feedback